Lourenço Marques - Galeria de Fotos 2


Vai começar a viagem:

A Praça do Caminho de Ferro
(também Pç. Azeredo, depois Pç. Mac-Mahon e Pç. dos Trabalhadores)

Estação de Caminhos de Ferro

O terminus principal dos Tramways Eléctricos de Lourenço Marques é na Praça dos Caminhos de Ferro, a qual é delimitada a sul pelo Porto marítimo e é dominada, a poente, pelo majestoso edifício dos Caminhos de Ferro de Lourenço Marques (depois de Moçambique).
A Estação terminal da linha de caminho de ferro para a África do Sul, e também sede administrativa da empresa, é inaugurada em 19 de Março de 1910 - é o último ato oficial da Monarquia em território moçambicano - com uma viagem de comboio até S. José de Lhanguene. A sua cúpula é em bronze, e foi desenhada por Gustave Eiffel, tendo sido importada directamente da Europa.
Não há a certeza se, no início, os tramways davam a volta à praça; posteriormente faziam-no, estacionando defronte da Estação Ferroviária, como se poderá ver neste postal de 1917.

(Reprodução de postal da época in Bemvindo a Maputo!)

Ponto final do Tramway na Pç. Azeredo

Este outro postal, do final dos anos 20, mostra o tramway à espera da hora para iniciar a sua viagem em direcção à Pç.7 de Março.

(Postal de Santos Rufino - Hamburgo, 1929 - Colecção de Emídio Gardé)

 

A Rua D. Luis
(depois R. Consiglieri Pedroso e R. Revolução de Outubro)

Rua Consiglieri Pedroso, à saída da Pç. Azeredo

Saindo da Praça Azeredo, o tramway entra na Rua D. Luís pelo seu lado esquerdo, seguindo por esse lado até à Rua Francisco Ferrer (depois Salazar), a partir da qual segue pela direita.
Na foto acima, tirada certamente nos primeiros anos de exploração do sistema (note-se que a imperial foi substituída por uma faixa publicitária a toda a volta do carro, não se identificando escadas - clique na foto para ver em pormenor), o tramway circula entre a praça e a Rua F. Ferrer.

(Foto de Lazarus na colecção de Alexandre Lobato, in Lourenço Marques, Xilunguíne - Lisboa, 1970 - Colecção de Emídio Gardé)

Rua Consiglieri Pedroso, 1929

À hora de ponta, no final da década de 20, o tramway segue em direcção à Pç.7 de Março, depois de passar pelo John Orr's e outras conceituadas lojas da baixa.

(Foto in Álbuns de Santos Rufino - Hamburgo, 1929 - Colecção de Emídio Gardé)

Rua Consiglieri Pedroso, à entrada da Pç.7 de Março

E estamos a chegar à Pç.7 de Março. À esquerda a Casa Amarela - hoje Museu da Cidade - e à direita, recuado e atrás da árvores, o Banco Nacional Ultramarino - hoje Banco de Moçambique.
Note-se o desvio da linha do tramway no pé da foto. Este é o primeiro cruzamento possível para dois tramways, e prolonga-se por toda a face norte da Pç. 7 de Março.

(Foto de Lazarus na coleção de Alexandre Lobato, in Lourenço Marques, Xilunguíne - Lisboa, 1970 - Colecção de Emídio Gardé)


Vai para a Galeria de Fotos anterior Retorna à Galeria de Fotos Retorna aos Tramways Eléctricos de Lourenço Marques Segue à Galeria de Fotos seguinte

2007.03.08